Ex-vereador de Brumadinho é preso suspeito de atirar em uma pessoa durante discussão.

Segundo a Polícia Militar, Guilherme Morais foi preso após uma confusão envolvendo uma mulher.

O ex-vereador de Brumadinho Guilherme Morais (sem partido) foi preso na manhã desta quarta-feira (6) suspeito de atirar em um homem. Ele é pré-candidato à prefeitura da cidade.

Segundo a Polícia Militar, Guilherme atirou no ombro de um homem após uma discussão. Ele afirmou que o ex-vereador estava flertando com a mulher dele.

O ex-parlamentar já se envolveu em outras polêmicas, como uma festa privada durante a fase mais crítica da pandemia da Covid-19, e um suposto caso de abuso sexual, em março deste ano.

Nas redes sociais, o ex-vereador aparece com um pequeno hematoma no olho direito, e disse que sofreu uma “tentativa de homicídio”. O vídeo foi publicado por volta das 9h50 da manhã desta quarta.

Por nota, a defesa do ex-vereador afirmou que Guilherme possui porte de arma, que está “devidamente legalizada”, e que ele vinha sendo ameaçado pela vítima (veja abaixo).

Expulso
Guilherme foi expulso do Partido Verde (PV) por supostos desvios éticos. O processo administrativo interno aguardava a defesa de Guilherme, que não se manifestou no prazo regimental de 15 dias. O partido decidiu pela saída dele. Ele foi o vereador mais votado da história de Brumadinho nas eleições municipais de 2020.

Ainda em março de 2023, a Câmara Municipal de Brumadinho recebeu um pedido de cassação do mandato de Guilherme Morais. Na abertura da sessão parlamentar, ele entregou uma carta com o pedido de renúncia, com efeito imediato.

O ex-vereador foi preso e encaminhado para a delegacia de Brumadinho, na Grande BH. Já a vítima foi socorrida para a UPA da cidade.

O que diz a defesa do ex-vereador:
Guilherme foi vítima de tentativa de homícidio e estava sendo ameaçado por um indivíduo e na data de hoje, saindo da academia, por volta das 09h, foi surpreendido por um indivíduo utilizando uma máscara que impedia a sua identificação.

Ao se aproximar, o indivíduo ameaçou-lhe de morte, oportunidade em que Guilherme agiu em legítima defesa, efetuando um único disparo de arma de fogo. Ressalta-se que Guilherme Morais possui porte de arma e está devidamente legalizada.

Após sua abordagem, Guilherme foi atendido na UPA de Brumadinho em razão dos hematomas. Cabe ressaltar que Guilherme já recebeu inúmeras ameaças contra sua vida, inclusive foi agredido recentemente no mesmo local. Todas as medidas legais estão sendo adotadas.

 

O Diário Regional

Learn More →

Deixe um comentário