Bolsas da China fecham em queda e têm pior perda mensal em mais de 1 ano

Índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, acumulou queda de 4,75% em setembro, enquanto o índice de Xangai teve queda de 5,23% no mês. As ações da China fecharam em baixa nesta quarta-feira (30), com as perdas nos setores de imóveis e materiais ofuscando o otimismo devido a pesquisas promissoras sobre a atividade industrial, e os mercados registraram sua pior perda mensal desde maio de 2019.
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,1%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,2%. No mês, as quedas foram de 4,75% e 5,23%, respectivamente.
Os mercados caíram em setembro principalmente devido a preocupações com as contínuas tensões sino-americanas e flutuações nos mercados estrangeiros devido a temores sobre uma segunda onda de coronavírus.
Vídeos: veja últimas notícias de economia no Brasil e no Mundo